Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2012

Até que a morte nos separe!

Já postei a mensagem, agora achei o video! Vale a pena ver! Lindo demais!

TAG´s Natal

Imagem
Presentinhos da Sandra Mac Grupo de EBD Infantil

Ilustração: O Remédio Certo

Imagem
Conta-se a história de um homem que acorda de madrugada com uma terrível dor de estômago. Drogado pelo sono, ele se levanta a procura de um remédio. Na escuridão do armário da cozinha, sua mão encontra um frasco e ele bebe uma grande quantidade do líquido aliviador. Ao colocar o frasco de volta no armário, ele faz uma descoberta surpreendente - o que ele achava ser remédio era, de fato, um frasco de produto de limpeza!
Desesperado, ele liga para a farmácia 24 horas e explica toda a situação. "Não sou burro, eu realmente acreditei que estava bebendo um remédio. O que é que eu faço?"
"Deixe eu entender," diz o farmacêutico. "Você achava que estava bebendo o remédio?" "Sim," o homem explica novamente, "realmente achei que era o frasco do remédio." "Então, tudo bem," responde o farmacêutico.
"Tudo bem?" o homem diz, chocado. "Não vou morrer por ter bebido produto de limpeza?" "Não, nada disso," o fa…

Ilustração: Um grão de milho

Imagem
Certa vez um rapaz organizava uma festa, estava dando tudo de si, cuidando de cada detalhe com capricho e zelo.
Os convidados começaram a chegar, o rapaz estava atento a tudo o que acontecia. Fazia questão de ser visto em plena atividade pela dona da festa. Talvez isso resultasse em algum ganho extra ou, os convidados da alta sociedade reconheceriam o seu "magnífico" trabalho.
Em certo momento, o rapaz viu um grão de milho de pipoca no chão, que o pessoal da cozinha derrubara. Não deu atenção para aquilo e continuou a correr de um lado para outro. Meia hora depois, quando ia entregar à um garçom uma bandeja de salgadinhos e refrigerantes, pisou no grão de milho e caiu espalhafatosamente no chão. Quantas vezes, no serviço do Senhor, agimos como este rapaz: Corremos para todos os lados, fazendo muitas coisas procurando o reconhecimento dos homens, sem atentar para os pequenos "grãos de milho" (pecados não confessados) que acabam com a nossa festa.
Por vezes até…

Pense nisso: Vendedor de Balões

Imagem
Era uma vez um velho homem que vendia balões. Evidentemente, o homem era um bom vendedor, pois deixou um balão vermelho soltar-se e elevar-se nos ares, atraindo, desse modo, uma multidão de jovens compradores de balões. Havia ali perto um menino negro.
Estava observando o vendedor e, é claro apreciando os balões. Depois de ter soltado o balão vermelho, o homem soltou um azul, depois um amarelo e finalmente um branco.
Todos foram subindo até sumirem de vista. O menino, de olhar atento, seguia a cada um. Ficava imaginando mil coisas...
Uma coisa o aborrecia, o homem não soltava o balão preto. Então aproximou-se do vendedor e lhe perguntou: - Moço, se o senhor soltasse o balão preto, ele subiria tanto quanto os outros?
O vendedor de balões sorriu compreensivamente para o menino, arrebentou a linha que prendia o balão preto e enquanto ele se elevava nos ares disse: - Não é a cor, filho, é o que está dentro dele que o faz subir.

Fonte Internet

Pense nisso: A tijolada

Imagem
Um jovem e bem sucedido executivo dirigia por sua vizinhança, correndo um pouco demais em seu novo Jaguar. Observando crianças se lançando entre os  carros estacionados, diminuiu um pouco a velocidade, quando achou ter visto algo. Enquanto passava, nenhuma criança apareceu.
De repente um tijolo espatifou-se na porta lateral do Jaguar. Freou bruscamente e deu ré até o lugar de onde teria vindo o tijolo. Saltou do carro e pegou bruscamente uma criança empurrando-a contra um veículo estacionado e gritou: - Por que isso? Quem é você? Que besteira você pensa que está fazendo? Este é um carro novo e caro; aquele tijolo que você jogou vai me custar muito dinheiro. Por que você fez isto? - Por favor, senhor, me desculpe, eu não sabia mais o que fazer! - implorou o pequeno menino. Ninguém estava disposto a parar e me atender neste local. Lágrimas corriam do rosto do garoto, enquanto apontava na direção dos carros estacionados. É o meu irmão. Ele desceu sem freio e caiu de sua cadeira de  roda…

Ilustração: AS DUAS JÓIAS

Imagem
Narra antiga lenda, que um pastor, religioso dedicado, vivia muito feliz com sua família. Esposa admirável e dois filhos queridos. Certa vez, por imperativos da religião, o pastor empreendeu longa viagem ausentando-se do lar por vários dias.No período em que estava ausente, um grave acidente provocou a morte dos dois filhos amados.
A mãezinha sentiu o coração dilacerado de dor. No entanto, por ser uma mulher forte, sustentada pela fé e pela confiança em Deus, suportou o choque com bravura. Todavia, uma preocupação lhe vinha a mente: como dar ao esposo a triste notícia? Sabendo-o portador de insuficiência cardíaca, temia que não suportasse tamanha comoção.
Lembrou-se de fazer uma oração. Rogou a Deus auxílio para resolver a difícil questão. Alguns dias depois, num final de tarde, o pastor retornou ao lar. Abraçou longamente a esposa e perguntou pelos filhos...
Ela pediu para que não se preocupasse. Que tomasse o seu banho, e logo depois ela lhe falaria dos moços. Alguns minutos depois…

A RAPOSA

Imagem
Existiu um lenhador que acordava às 6 da manhã e trabalhava o dia inteiro cortando lenha, e só parava tarde da noite. Esse lenhador tinha um filho, lindo, de poucos meses e uma raposa, sua amiga, tratada como bicho de estimação e de sua total confiança.
Todos os dias o lenhador ia trabalhar e deixava a raposa cuidando de seu filho. Todas as noites ao retornar do trabalho, a raposa ficava feliz com sua chegada. Os vizinhos do Lenhador alertavam que a raposa era um bicho traiçoeiro, um animal selvagem; e portando, não era confiável. Quando ela sentisse fome comeria a criança. O lenhador sempre retrucando com os vizinhos falava que isso era uma grande bobagem. A raposa era sua amiga e jamais faria isso. Os vizinhos insistiam: - Lenhador abra os olhos! A raposa vai comer seu filho!
Um dia o lenhador muito exausto do trabalho e muito cansado desses comentários, ao chegar em casa viu a raposa sorrindo como sempre e sua boca totalmente ensanguentada. O lenhador suou frio e sem pensar duas …
Imagem
Presente da Tia Valéria (RJ)

Pense Nisso!

Imagem
Fonte: http://redebeteldeeducacaocrista.blogspot.com.br/2012/09/pais-santos-filhos-nem-tantos.html#

Testemunho de Amy Carmichael

Imagem
"Podes dar sem amar, mas não podes amar sem dar". (Amy Carmichael)


"..., homens dos quais o mundo não era digno," (Hebreus 11:38)

Amy Carmichael nasceu no dia 16 de Dezembro de 1867,numa pequena vila na Irlanda do Norte. Era a mais velha dos sete filhos de David e Catherine Carmichael, um casal de presbiterianos devotos. Aos 26 ano, precisamente no dia 3 de Março de 1893, viajou para o Japão como missionária. Em 1895 voltou para casa, devido ao seu precário estado de saúde. Ainda no mesmo ano, já recuperada, saiu novamente como missionária, dirigindo-se desta vez para a Índia, onde permaneceu sem visitar á terra natal, até ir ter com o Senhor, isto em Janeiro de 1951.
Era uma candidata improvável para o trabalho missionário, pois sofria de neuralgia, uma doença dos nervos que lhe tornava o corpo fraco, dorido e que a deixava de cama semanas a fio. Foi na convenção de Keswick em 1887 que ouviu Hudson Taylor falar acerca da vida missionária. Pouco depois se convenceu …

Pense nisso! Enchente

Imagem
Num vale, bem longe da cidade, morava um homem piedoso que tentava viver em harmonia com a vontade de Deus. Um dia sobreveio uma grande tempestade. A chuva parecia que nunca mais ia parar e todo o vale foi sendo inundado. Quando as águas começaram a subir, o homem buscou refúgio no segundo andar da sua casa.
Mas a chuva continuou inclemente, e logo ele se viu obrigado a subir no telhado da casa. Foi quando apareceu uma canoa de salvamento para levá-lo a um lugar seguro. O homem, porém, mandou a canoa embora, dizendo: – Tenho plena fé em Deus. Oro sem cessar e acredito e confio que Ele cuidará de mim.
A contragosto, os homens da canoa partiram. A tempestade, no entanto, continuou, e logo as águas já chegavam ao seu pescoço. Um segundo bote de salvamento apareceu, mas foi dispensado da mesma maneira: “Tenho plena fé em Deus. Oro sem cessar e acredito e confio que Ele cuidará de mim”.
A chuva não dava sinais de se abater. As águas haviam subido tanto que o homem mal podia respirar pela…

A CRUZ

Imagem
A cruz tornou disponível para mim três extraordinárias libertações, ilustradas pela:  Páscoa,pelo Mar Vermelho epelo Jordão.

A páscoa ensina que sou liberto do julgamento de Deus.
O Mar Vermelho prova que fui liberto dos meus inimigos eternos, Satanás e o mundo.
Finalmente, o Jordão declara que tenho autoridade para me considerar morto para a carne, essa tirânica inimiga interna.
As duas primeiras verdades são nossas quando nascemos de novo, a terceira corresponde ao que chamamos de santidade.
(Fonte: http://www.beth-shalom.com.br/todo_dia/) Retirado do blog: http://redebeteldeeducacaocrista.blogspot.com.br/#

Ilustração: BARULHO DE CARROÇA

Imagem
Certa manhã, meu pai convidou-me a dar um passeio no bosque e eu aceitei com prazer. Ele se deteve numa clareira e depois de um pequeno silêncio me perguntou: - Além do cantar dos pássaros, você está ouvindo mais alguma coisa?
Apurei os ouvidos alguns segundos e respondi: - Estou ouvindo um barulho de carroça. - Isso mesmo, disse meu pai. É uma carroça vazia ...
Perguntei ao meu pai: - Como pode saber que a carroça está vazia, se ainda não a vimos? - Ora, respondeu meu pai. É muito fácil saber que uma carroça está vazia, por causa do barulho.
Quanto mais vazia a carroça maior é o barulho que faz. Tornei-me adulto, e até hoje, quando vejo uma pessoa falando demais, inoportuna, interrompendo a conversa de todo mundo, tenho a impressão de ouvir a voz do meu pai dizendo: - Quanto mais vazia a carroça, mais barulho ela faz...
“Não te precipites com a tua boca, nem o teu coração se apresse a pronunciar palavra alguma diante de Deus; porque Deus está nos céus, e tu, na terra; portanto, sejam…

A FOLHA DE PAPEL

Imagem
Quando mais jovem, por causa de meu caráter impulsivo, na menor provocação, explodia magoando meus amigos.
Na maioria das vezes, depois de um desses incidentes me sentia envergonhada e me esforçava por consolar a quem tinha magoado.
Um dia, meu professor me viu pedindo desculpas depois de uma explosão de raiva, e me entregou uma folha de papel lisa e dizendo: - Amasse-a!
Obedeci e fiz com ela uma bolinha. - Agora: -voltou a dizer-me - Deixe-a como estava antes. É obvio que não pude deixá-la como antes. Por mais que tentasse, o papel ficava cheio de pregas.
Então, disse-me: - O coração das pessoas é como esse papel. A impressão que neles deixamos será tão difícil de apagar como esses amassados. Assim aprendi a compreender mais e ser mais paciente. Quando sinto vontade de estourar, lembro-me daquele papel amassado. A impressão que deixamos nas pessoas é impossível de apagar .
Quando magoamos com nossas ações ou com nossas palavras, logo queremos consertar o erro, mas muitas vezes é tarde…

A GRAÇA DE DEUS É CRISTO. A GRASSA DOS HOMENS É BARRABÁS BY MAURICIO ZÁGARI

Imagem
COMPARTILHANDO Fui convidado a pregar ontem no culto de ações de graças pelo fim do semestre letivo dos alunos do Instituto Militar de Engenharia (IME), no Rio de Janeiro. O culto tinha um tema: Graça. Por isso, venho meditando há alguns dias sobre esse conceito basilar do Evangelho que, aliás, é perfeito para o post número 200 do APENAS. Para minha surpresa, o que brotou em meu coração ao pensar em algo tão magnífico foi... tristeza, acredite se quiser. E explico por quê. Pois não consegui pensar somente na graça de Deus, mas também na sua expressão no relacionamento entre os homens. Falamos muito sobre ela. Falamos. Mas... será que a temos vivido como deveríamos? Bem, aí a coisa começa a complicar. Pois é difícil encontrar alguém que a viva de fato em sua plenitude. E me incluo nisso, obviamente. Desfrutamos da graça de Deus, mas na hora de refleti-la ao próximo... não conseguimos. Graça falada encontramos por todos os lados. Mas graça vivida? Artigo raro. Exaltamos com toda razão a…

Ilustração: GLÓRIA DO BURRINHO

Imagem
Era uma vez um burrinho. Burrinho como os demais burrinhos que viviam no pasto e que prestavam serviços, quando necessitavam deles.
Um dia, houve grande festa naquela terra. Era feriado. Feriado nacional. Comércio fechado. Escolas sem aula. Tudo parado.
Nas avenidas principais daquela cidade, devidamente ornamentadas, aconteceria propagado desfile militar e escolar. É que as joias, insígnias, bandeiras, medalhas, coroas que pertenceram ao rei daquele país seriam apresentadas ao povo, esparramado pelas calçadas.
Aí, precisaram de um burrinho que transportasse, processionalmente, aqueles tesouros, que representavam a história gloriosa daquela nação.
E o burrinho, de que lhes falo, foi apanhado, lá no pasto. Colocaram régios arreios sobre seus lombos, ornamentos dourados que brilhavam ao sol daquela manhã engalanada e festiva. Encimando aqueles arreios, dispostas com muita arte e gosto, as preciosas joias reais. No desfile militar, o pacato quadrúpede ocupava lugar de destaque, comandan…

Ilustração: Na Festa dos “Enes”

Imagem
O Prefeito da cidade imaginária queria saber quantos habitantes viviam naquele lugar.... e logo tratou de fazer um levantamento dos nomes dos moradores e, para sua surpresa, constatou o seguinte: Enevaldo, Enesitano, Enermino, todos filhos da D. Enevina com seu Enestúdio. Enesimo, Enelídio, Enemirna, Enevilda - filhos da Enestácia com Enetoncio Enetilde, Enersto, Enesidio – filhos de Enetilfa com Enelino. Enestésima, Enertrudes, Enefilo – filhos de Enetondes com Enertuliano. (...) Na medida q cada nome for citado, aparece um bonequinho...
Enfim, eram tantos, mas tantos moradores com as iniciais “Ene” que o S. Enestoncio, prefeito daquela cidade, convencionou uma data para realização de uma festa para homenagear os moradores daquele lugar... Pois bem...
Na festa, juntou-se uma grande multidão de Enes... Cada um era apenas mais um no meio daquela multidão... Todo mundo, mas todo mundo mesmo sabia como chamar todo mundo – bastava chamar “Ene” que todos olhavam, aí era só dirigir a palav…

Pense nisso: Ler, pra quê?

Imagem
Vivemos em uma época onde a imagem é tudo. Afinal, uma imagem vale mais que mil palavras, não é? Filmes, seriados, fotos, vídeos no youtube, memes (aquelas figurinhas estranhas da internet)... Basta olhar e pronto. Entendi tudo. Som e imagem são suficiente para emocionar, convencer e impressionar. Infelizmente, a tradição da leitura vem perdendo espaço cada vez mais no Brasil, e infelizmente, entre os cristãos. O brasileiro, segundo pesquisas recentes, está lendo 4 livros por ano forçadamente. Espontaneamente, apenas 1 livro por ano. Uma das desculpas é que livros são caros. Agora, não é possível saber se os livros são caros e por isso lemos pouco, ou então se lemos pouco e isso torna os livros caros. 
Estamos trocando a leitura pela televisão e internet. E estamos nos tornando cada vez mais incapazes de raciocinar, de compreender e até mesmo de amadurecer. A leitura é uma fonte de conhecimento para a vida, e uma forma de compreender e raciocinar de forma individual e única com respe…